segunda-feira, 9 de agosto de 2010

E por falar em dia dos pais...

Oi pessoas!!!

Pois é... hoje é o primeiro dia de férias da cunhada e agora é minha vez de cobrir seu lugar, rsrs.
A parte boa disso é que o tempo "passa mais rápido". Quando vejo, já é meio dia e pra chegar a hora de ir embora é um pulo.
Mas hoje até que está calmo... talvez pelo frio, sei lá.
Ontem um sol maravilhoso e hoje com frio e garoa. Vai entender... tempo doido.

Então, ontem, dia dos pais... como seria bom tê-lo por aqui!
Faz 10 anos que ele me deixou orfã... Me deixou tão cedo, me deixou tão sozinha.
Sabe, de todas as pessoas que perdi (graças à Deus não muitas), meu pai é quem mais me faz falta!
E quase todos os dias eu sinto demais a falta que ele me faz!!
Semana passada dormi chorando baixinho... Uma saudade, uma vontade de que ele estivesse aqui.

Quando ele partiu, fiquei tão revoltada!
Como podia ser, um homem jovem (52 anos é jovem sim!), bonito (papis era mó gatão), cheio de vida, com muito pra viver ainda, sair de cena assim? Como Deus podia ter feito isso? Como?
E fiquei revoltada por muito tempo. Não me conformava de jeito nenhum!
Daí os anos foram passando, vivi outras situaçõs como a doença e morte da minha mãe e a chegada da Ana.
Fui "aceitando" a perda do meu pai aos poucos e hoje, mesmo que ainda não consiga acreditar, entendo que tudo acontece quando deve ser.
Nada é por acaso e se essa era a vontade de Deus, só me resta aceitar.
Não dá pra pedir que eu não sinta saudade, que eu não chore muitas vezes, que eu esqueça tudo que vivemos. Isso não dá.
Sinto a minha saudade, choro quando lembro que ele podia estar aqui me fazendo muito feliz e não esqueço um dia sequer o quanto aquele homem me amou.

Hoje, vejo muitos filhos que não estão nem aí pros seus pais e nem pras suas mães... E fico muito triste.
Fico triste pq tenho certeza que quando seus pais não estiverem mais aqui, sentiram falta e talvez se arrependam de não terem dado a atenção que eles mereciam.

Sei que existem muitos relacionamentos entre pais e filhos que são difíceis, conturbados.
Eu e minha mãe por exemplo. Discutimos algumas vezes, discordamos sobre vários pontos de vista, mas sempre, em todos os momentos, concordando ou não com ela, sempre a respeitei e nunca deixei de amá-la, mesmo ela tendo lá suas preferências.
Sei que mesmo nos momentos em que ela preferia esse ou outro filho, o amor dela sempre foi grande, pra todos.
Acho que pai e mãe são únicos e merecem respeito acima de tudo e muito amor.
Não importa se sua mãe é chata, se ela não liga pra vc, se ela prefere os outros filhos à vc, AME-A. BEIJE-A TODOS OS DIAS SE PUDER. SE ESTIVER LONGE, LIGUE E DIGA O QUANTO ELA É ESPECIAL.
O mesmo vale pro paizão.
E posso garantir, quando eles se forem, a dor será muito menor.
Saudade fica e não tem jeito. Não diminue. Aumenta. Mas dói menos, sacaram???
Mesmo assim, fiz uma oração pro meu querido pai, pra que ele esteja bem - onde estiver!

Ontem fomos almoçar na casa da sogra. Afinal eu não tenho pai vivo, mas marido tem...
Sogro sempre na dele, quase não fica em casa, mas quando chegou, ganhou os presentes e tudo certo.
Sogra fez uma feijoada de comer de joelhos!
Mas como estou disciplinada, comi uma quantidade muito menor do que naturalmente meu zóião gordo queria, rsrs.

Ah, vou marcar consulta com clínico geral pro dia que marido for levar exames. Falei que a médica que o atendeu é muito boa? Os exames deleE estão prontos (e alguns deram resultados preocupantes...) e essa semana devemos retornar. Como irei junto, vou passar em consulta também. Desconfio que estou com gastrite, é mole!
Já tive no passado, tratei e nunca mais.
Desde ontem tenho sentido dor no estômago e dói também ao toque. Merda né... só o que faltava.
Bem, melhor ver isso logo.

Gente, obrigada pelos elogios à florzinha.
Realmente, meus filhos me enchem de orgulho.
Dão trabalho. E muito... mas as alegrias que eles me trazem, superam qualquer coisa.

E olha, florzinha ficou animadinha que falei dela no blog e que a elogiaram.
Ela perguntou assim: Mas mãe, elas me conhecem (com aquele zóião arregalado que ela tem)???
Eu disse que sim, afinal sempre conto sobre ela.
Ela disse assim: Ai, que vergonha.
Ri muito, afinal: onde é que Ana Clara tem vergonha naquela cara fofa???

E é isso.
Não pesei esses dias. Estou na tpm e prefiro não me aborrecer.
Assim que tiver algum resultado bom ou significativo, eu conto.

BEIJOS!!!

2 comentários:

Brian L.H. disse...

Muito obrigado pela gentileza de sempre.

Abraços!

Teresinha disse...

Espero que o seu marido no tenha nada serio e que você se recupere da gastrite pronto.
Um abraço

Progresso

NeoCounter