sexta-feira, 27 de março de 2009

Pequenos erros

Oiii.
Quero falar sobre os pequenos erros que cometemos e muitas vezes nem ligamos.
Falo de erros na alimentação.
Nesse tempo todo em que estou me reeducando (1 ano e 3 meses), cometi erros graves.
No início, toda semana eu dava aquela “jacada”.
Passava a semana todinha comendo bem, selecionando o que “achava” que podia e eliminando o que não podia. Aliás, esse negócio de “achar” é muito errado...
Bem, eu fazia o que “achava” certo de segunda à sexta. No sábado e domingo, eu acabava comendo tudo o não tinha comido na semana, ou seja, as coisas que eu “achava” que não podia.
E fiz isso por várias vezes.
Mas, desde o final do ano passado, comecei a perceber que precisava mudar, afinal, estava novamente empacada no peso e nada mudava.
Naquele momento eu tinha duas opções: ou eu mudava de verdade pra emagrecer de verdade, ou continuava como estava e nada mudaria. E além de não mudar, eu corria o risco de engordar outra vez.
Então, decidi mudar.
Mudei uma coisinha aqui, outra ali... e a coisa começou a fluir.
Quando fiz a tatuagem no pé, em dezembro, recebi uma lista enorme de coisas que eu não poderia comer. Não poderia mesmo, pq podia infeccionar a tatuagem.
Na lista tinha um monte de coisas que eu gosto, tipo: chocolate, carne de porco, ovos, pimenta, coca-cola, café, bebidas alcoolicas etc...
Posso dizer que aproveitei esse momento pra controlar melhor o que comia, afinal, estávamos em dezembro, época de Natal e Ano Novo e nessas festas tem o quê?? Pernil, doces com chocolate, coisas feitas com ovos, refrigerante etc...
Segurei legal e melhor, não senti aquela vontade que antes eu tinha.
Foi a primeira vez que me lembro que consegui passar essa época sem engordar.
Em todos os natais passados, eu fatalmente chegava em janeiro mais gorda.
Fiquei 1 mês sem comer essas coisas e o cara do Studio pediu pra que eu ficasse mais 15 dias evitando o que estava na lista.
Voltei a comer chocolate e pimenta, só na metade de janeiro. O restante da lista, voltei aos poucos. Essa semana que comi carne de porco.
Posso dizer que ter feito a tatuagem me ajudou bastante.
Bem, mas voltando aos pequenos erros...
Não controlo nada, apenas faço minhas refeições de acordo com o que eu sei que é correto e não mais o que eu acho que é.
Como de tudo, mas estou sempre atenta às combinações e principalmente às quantidades.
Mesmo assim, acontecem erros, como aconteceu ontem e anteontem.
Anteontem, comi legal. Frutas, verduras, legumes, arroz, carne, pão. Tudo nas quantidades legais pra alimentar sem sentir fome. A noite, acabei comendo umas bolachas recheadas, que fazia muito tempo que não comia...
Ontem, comecei o dia bem, almocei legal. Mas, à tarde comi bombom (4) e pra finalizar o dia, fiz bolinhos de arroz fritos e comi uns 6 ou 7...
Então, são esses pequenos erros, que “achamos” que não vão interferir no resultado final que não podem acontecer.
Qual é o seu “pequeno erro”?
Vamos nos ajudar??
E falando em ajudar, vou tentar ajudar uma pessoa querida, que ainda tem seus erros, mas está se acertando. Ela sabe quem é.
Beijos.

3 comentários:

Vania San disse...

Eu normalmente tenho cometido "grandes erros" e não pequenos!

Mas vou aparar as arestas!

Beijos

Anelli disse...

amei o post....vamos evitar os pequenos erros para não virar erros gigantes.... ne bjos
http://anellisena.com

disse...

"Como de tudo, mas estou sempre atenta às combinações e principalmente às quantidades".

Essa é a essência do pensar magro (pelo menos prá mim). Errar é humano e somos humanas. Agora, a inteligência é o dom primeiro dos humanos e é prá aprender com os erros que ela mais ajuda.

Bjs e ótimo fim de semana.

Progresso

NeoCounter