quinta-feira, 11 de abril de 2013

Solidariedade é tudo!

Oi pessoas!!

Que bacana que podemos contar com gente legal e disposta a ajudar.
Sabe, nesses 5 anos de blog, sempre recebi muito carinho e tento retribuir na medida do possível.
Sempre falei aqui que o blog é uma ferramenta maravilhosa nesse processo de emagrecimento, tanto que consegui sair do peso absurdo (considerado obesidade) e nunca mais cheguei nem perto daquilo!
Claro que não fiquei muito tempo no peso que acho ideal, mas cheguei lá.
E não fiquei por culpa minha e só minha.
Conselhos não faltaram, mas sei que logo eu chego a minha meta e nela ficarei.

Bem, estou disposta a ajudar minha irmã e também qualquer pessoa que venha me pedir auxílio.
Não sou perfeita e estou longe de ser, mas no que eu puder ajudar, ajudarei com o maior carinho.

Sei muito bem o que passam as pessoas obesas e acima do peso.
São piadinhas, brincadeirinhas que na maioria das vezes, machucam e muito.
Tem também o mais importante, o lance da saúde e este é o principal foco.
Não existe gordo saudável. Isso é balela.
Gordura demais atrapalha o funcionamento de todos os órgãos, isto é fato!

Acho ridículo ver aquelas mães com bebês estourando de gordo e vem aquela tia sem noção e fala: nossa, que bebê saudável!
Saudável uma ova! É gordo.
Uma vez ouvi isso do pediatra do Daniel quando ele era pequeno ainda.
Ele nem era tão gordo, não mesmo, mas assim que entrei no consultório o médico disse: ele tá gordo, tá comendo muito errado! Eliminei tudo que não era legal e ele cresceu com peso ideal e hoje é magro!
Passo isso ainda hoje com a Ana, que está acima do peso e bem perto da obesidade, então, o lance é reeducar a família toda.
Aqui, apenas eu e ela temos sobrepeso, mas sei que se não cuidarmos pra sair disso, podemos rapidamente chegar à obesidade.

Eu instruo, explico, mostro e até regulo o que ela come sim.
Se deixasse por conta deles, viveriam na base da batata frita, hambúrguer e brigadeiro!

Permito que comam? Sim. Mas não com a mesma frequência que - admito - já permiti.
Talvez se tivesse sido mais rígida, filhota não estivesse beirando os 50 kilos pra quase 1 metro e quarenta com apenas 9 anos!
Me culpo em partes, pq até ano passado eu não era 100% responsável pela sua alimentação.
Mas agora sou e procuro fazer o melhor possível.
É como falei: permito alguns exageros fora de hora sim, mas procuro fazer com que não se tornem frequentes.
Em casa em todas as refeições tem pelo menos uma salada e eles comem.
Diminui a quantidade de arroz e feijão que ela coloca no prato e macarrão, que antes era feito pelo menos uma vez na semana, faz tempo que não faço.
Eliminei bolos e doces, biscoitos recheados e porcarias parecidas também.

O problema aqui nem é tanto a qualidade e sim a quantidade.
Ela "puxou" esse defeito meu: comer muito, mesmo que seja comida saudável.
E tudo que é demais, não é bom e todo mundo sabe né...

Enfim, estou na luta pra sair dessa oscilação (ou tá 60,5 ou 61), vou ajudar minha irmã e quem estiver a fim e de quebra, vou emagrecer a filhota.

Aceito todos os comentários, dicas e afins.

E sejam sempre muito bem vindas, suas lindas!!

Beijos!!


2 comentários:

Marina Hudson disse...

Boa sorteeeee florzinha...
essa união entre você, sua irma e sua filhota vai ser maravilhosa!
Todas vão sair lindas e saudáveis=)

BEIJOS!

Carla Renata Galassi (A Teimosa) disse...

em casa filhotes comem feito cavalo e são secos..rs.. eu se me jogo num prato de arroz engordo 100kg..kkkkkkkkkkk.. bjokas lindeza e sucesso pra familia toda..

Progresso

NeoCounter