sexta-feira, 8 de março de 2013

Me abraça??

Oi pessoas!

Tomei café bem cedo, antes das 7 e agora pouco bateu uma fominha...
Lembrei que tenho metade de uma barra de chocolate amargo.
Não meio amargo. Amargo mesmo.
Dai estava passando pela copa e lembrei da receita do suco verde e pensei: pq não?
Só faltou o pepino, mas hoje mesmo tem feira e logo mais eu abasteço a geladeira.
Preparei assim: 1 maça (eu uso com casca mesmo pq adoro), 1 folha de couve grande, 1 limão, um pouco de água e gelo. Bato tudo no liquidificador e tomo sem coar.
Deu uma estufada e até esqueci do chocolate.

Claro que está lá, guardado e claro que vou comer, mas deixa pra outra hora.

E desde que o peso saiu dos 60 (voltou, claro) eu meio que desandei.
Tenho problemas como qualquer pessoa e com eles, acabei deixando rolar...
Não me preocupei esta semana com quantidades, qualidades e claro, 61 na balança!
Mas estou revendo isso pq não adianta nada me enterrar na comida.
Isso não resolverá meu problema.

Esses últimos dias, no facebook, o que se lia era gente postando sobre a perda do Chorão.
Na boa... eu sabia quem era, conhecia algumas músicas mas não era fã.
Acho muita apelação o monte de "fã" que os artistas arranjam quando morrem.
Mas não vim pra criticar e sim pra falar da causa da morte do cara.
Muito se fala, se especula, mas uma coisa é certa: DEPRESSÃO!

E pouca gente sabe o que é, muitos tem e não sabem.
E vou admitir aqui algo que eu já suspeitava mas não aceitava... tenho depressão!
E não é de hoje.
Muitas vezes confundi com tristeza, tpm, mas sei (o duro é aceitar!) que é sim, uma baita depressão.
Tenho esse meu jeito sempre alegre, estou sempre sorrindo (talvez pra que não preocupar os outros), mas só eu sei o que se passa por dentro.

Não vou dizer que é culpa de fulano, cicrano, disso ou daquilo. A culpa é minha. Exclusivamente minha.
Sempre ou na maioria das vezes, eu abri mão dos meus sonhos, das minhas realizações em prol de terceiros.
Nem falo pelos filhos, pq por estes, eu abriria mão da minha vida.
Falo de outras pessoas.
Quantas vezes deixei de fazer coisas que eu queria pra agradar alguém...
E sabe, acho que quando escolhemos fazer isso, não é que esperamos algo em troca, pq vou falar: consideração é algo que poucos tem.
Só que no fundo, bem no fundo, a gente espera que o outro faça por nós o mesmo, que abra mão de suas vontades pra nos agradar também... é ou não é assim??

E quando isso não acontece e caimos na real, dá uma sensação tão ruim.
E estou vivendo isso.

Esta semana foi dureza...
Me peguei sentada, olhando pro nada durante muito tempo.
Mal trabalhei... liguei o piloto automático e pronto.

Só que eu não quero isso!
Não quero deixar esse sentimento tomar conta, mas tá bem difícil!

Sempre fui a forte, sempre fui a independente e talvez por isso as pessoas não percebam que eu também me sinto frágil as vezes. Que preciso de proteção, de atenção...

Só tem um detalhe: eu não sei pedir.
É como se as pessoas tivessem a obrigação de saber que eu preciso delas, entendem?

Como resolver isso?
Não sei.
Só sei que tô triste, tô pra baixo mesmo e precisando muito de colo.


2 comentários:

Carla Renata Galassi (A Teimosa) disse...

ah lindeza como te entendo... eu tive depressão.. dakelas fudidas mesmo de não sair do quarto pra nada.. de viver amuada olhando pro teto o dia e a noite toda.. nesse periodo (seis meses) engordei trinta kg.. imagina que lindo.. aí alem de deprimida era gorda tbem..kkkkkk
Não sei se me curei.. talvez não.. mas hj em dia aprendi a dizer não pro que eu posso dizer não.. eu sou taxada de ruim, má, insensivel, coração de pedra, sem coração.. o povo não se resolve o ke eu sou..rs... mas ker saber.. NEM LIGO.. ainda me anulo.. me anulo muito, mas me anulo só pro que eu não posso mudar ou não posso me recuar a fazer porque não tenho kem faça no meu lugar.. de resto.. FODA-SE O MUNDO...rs.. acho que é até por isso ke não kero mais namorado, marido e afins.. já não kero cuidar de mais ninguem alem do ke ja me cabe..rs.. bjokas lindeza e escrevi de mais.. TE ADOROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO e conta comigo pro que precisar e pro que nao precisar tem.. essa pentelha vai estar sempre a tua disposição

Anônimo disse...

Oi Andréa, o problema é que sempre somos fortes, não somos "mulherzinhas" tomamos conta de todos e tudo, mas quem toma conta de nós? damos colo pra todos e quem nos dá colo? Eles acham q não precisa, pq somos fortes, mas precisa sim. Eu sou do tipo que faço pelos outros o que gostaria q fizesse por mim se eu tivesse no lugar delas, pelo q leio de ti, acho q vc é assim tb. Dou de presente me pondo no lugar da pessoa, o que eu gostaria de receber? Me doo para os outros o tanto q eu gostaria q me doassem. Mas a maioria das pessoas acham q o que tu faz por ela é obrigação e mais nada. Isso cansa. Mas acho q o melhor é falar, gritar, abra seu coração, só assim as pessoas se darão conta o quão frágil que tu é tb. Eu ouço do meu marido: tu é ruim, tu é forte, não sofre tanto quanto eu sofro... sofro sim mas não demonstro... talvez seja esse nosso defeito. Mas meu conselho é: bota pra fora e aprende a dizer NÃO tb, aprende a pensar em ti. Beijosss Dill. sinta-se abraçada

Progresso

NeoCounter