quarta-feira, 22 de setembro de 2010

E aqui...

Oi pessoas queridas!

Ainda meio desanimadinha por conta de recentes acontecimentos, mas a vida segue.
Contando lá do penúltimo post, infelizmente o Justin não resistiu. Morreu no sábado, dia 04.
Acredito que o tal "cisto" no rim era na verdade algum tumor e isso o fez definhar até a morte.
Ficamos a semana toda cuidando, tentando dar o melhor conforto, medicando (o que era extremamente doloroso pra nós e pra ele), mas não teve jeito.
Na sexta feira, penúltimo dia de vida dele, meu marido estava esgotado! Ele que ministrava os comprimidos e disse que não aguentava mais vê-lo sofrer.
No sábado, durante todo o dia ficamos ao seu lado.
Colocamos ele e a Ju (sua irmãzinha) numa caixa dessas grandonas e altas. Ele passou quase o dia todo dormindo e em alguns raros momentos ele miava alto. Juju ficou ao seu lado até o último minuto, coisa triste de se ver.
Engraçado como bicho parece gente né? Alguém aí já ouviu falar na "melhora da morte"??
Pois é... dizem,( e estudei sobre isso em enfermagem) que quando a pessoa está doente e prestes a morrer, acontece a melhora da morte. É quando a pessoa, já bem debilitada tem uma súbita e aparente melhora. E depois morre.
Foi assim com o Jus.
Ficamos todos tristes, claro, e ainda estamos. Mas penso que o sofrimento do bichinho acabou. Imagino a dor que ele sentia, pois nem comer ele comia mais.
Enfim, acabou.
Ficaram Juju (Juliana) uma gata preta linda demais, o Tom, um cachorro legítimo vira-latas e o Joe, nosso ratinho coisa mais fofa. Eu converso com ele de madrugada (abafa).
Espero que estes permanceçam muito tempo conosco.

No dia 10, fui levar os exames e a avaliação cardiológica pro médico.
Ele agendou a cirurgia pro dia 06/10 e já está tudo certo, inclusive as guias de internação.
Dai, nesse dia eu me pesei e estava lá: 63kilos e 200, ou 63,2. Putz. Me senti a orca.
Resolvi dar uma melhorada, afinal, não queria me internar com esse peso todo, não queria que me vissem assim, enorme.
Resolvi comer menos, mas nos primeiros dias o efeito foi inverso e comia tudo que aparecia... um horror!
Dai que semana passada, aproveitando uns dias mais friozinhos, passei a preparar sopinhas todos os dias. E tem sido muito bom.
Cada dia eu faço de um jeito.
Como só faço duas porções, é bem rápido.
Deixo quase tudo no esquema no dia anterior (porque só posso fazer a noite) e consigo jantar ou almoçar sopa.
Tem dia que faço frango com legumes, outro dia de carne com vegetais (folhas), teve dia que foi só de abóbora e por aí vai.
Se deu resultado?
Não pesei ainda, mas acho que sim.
Como a última pesagem foi no dia 10, marquei no calendário de só pesar dia 25. A cada 15 dias.
Vamos ver que bicho dá.
Não estou sofrendo, pq mesmo que não tenha emagrecido nada, também não engordei. Sinto nas roupas e pelo espelho.

Comprei 3 calças super bonitas. Só o preço que foi meio salgado... 75,00 cada. Mas são lindas e o melhor, duas nº42 e uma 40, sendo que a 42 está larga e mandei fazer barra e pences.
Super bacana.

Tenho feito receitas que pego nos blogs culinários que sigo e algumas eu apenas provo.
Só uma que não teve jeito... Fiz o pé de moleque da Welze, do blog Gostosuras sem travessuras. Gzuis que o trem é demais de bom. Comi 4 quadrados sem remorso.
Welze, aprovadíssimo aqui em casa.

Semana passada completei 38 anos... mas ó, com carinha de 37, rsrs.
Muita gente se assusta quando digo minha idade. Muitos dizem que tenho 20 e poucos, no máximo. Adoro isso, rsrs.
Acho que o fato de ser pequena, ter cabelão, usar roupas mais jovens (barriguinha de fora - JAMÉ) e estar sempre de bem a vida ajudam muito.
Citei o" barriguinha de fora" pq vejo cada coisa que só Jesus!
Mesmo que eu tivesse 18 anos, barriga sarada, não usaria aquelas blusinhas curtas. Acho feio nas mais jovens, imagina nas "tias" da minha idade?
E olha... eu vejo essas coisas na rua. Juro proceis!
Geralmente quando saio por aí de carro é quando mais vejo e geralmente fico rindo sozinha no carro.
Marido, quando está junto, faz o seguinte comentário: "Jesus, de onde saiu aquilo???"
Cada coisa bonita!
Tem uma moça que passa na minha rua todos os dias cedo. Geralmente cruzo com ela na volta da escola do filho.
Tadinha... ela usa sempre roupas diferentes, sapatos, saltos... mas nada combina com nada, tudo fica feio, mesmo que a roupa seja bonita. Dói nos óios. Ela é gorda e alta e usa muitas peças coladas. Dá pra notar que é jovem, mas tem muito mal gosto.
E sabe, ela passa pela rua quase desfilando, toda toda.
Dai eu penso: As vezes a pessoa não tem ninguém pra dar um toque. Pode ser que lá no trabalho dela as "amigas" elogiem na sua frente e por trás metam o pau, pq que é feio, é.
Acabo com dó... mas jamais teria coragem de parar a moça na rua e dizer: fia, essa roupa não tá te favorecendo, sacomé??
Bem, mas cada um na sua.

Falando em sacomé, cadê a Marília? cadê os posts? Cadê a Madame de meia furada? Cadê tantas outras??? Sumiram, escafederam-se???
Apareçam. Postem pra eu ler.

Beth, Teresinha, Welze e outras, obrigada pela companhia e carinho de sempre.
Adoro quando vcs vem me ver.

Aqui no trabalho tá uma correria. Quero deixar tudo ajeitado pra quando eu sair de licença, mas tá difícil.
Muita coisa pendente, muita coisa pra fazer.
Reconhecimento de tanto esforço e dedicação??? Não mesmo. Nenhum.
Mesmo assim, faço com amor. Faço pq gosto e meus clientes não tem culpa das pessoas infelizes que trabalham comigo.

Tenho visitado alguns blogs. Poucos, é verdade. Vejo mais as atualizações.
Sinto o povo meio desanimadinho... será impressão minha??

Gente, até que dia dá pra reimprir o título hein???
Não acho o meu. Já revirei a casa e nada. Faz anos que voto com minha carteirinha do Coren, mas esse ano precisa do título né...
Tanta exigência pra uns candidatos que não valem a pena, aff.
Só voto pq detesto pagar multa e é obrigatório, hehe.

E é isso pessoas... vou adiantar mais uns servicinhos aqui, agendar mais umas coisinhas e volto depois.

Beijos.

2 comentários:

Beth disse...

Lamento pela partida do Justin. Mas se ele estava sofrendo tanto, foi melhor para ele. Para quem fica, uma tristeza horrorosa, uma saudade, né?
Sei bem...
Anteontem completaram-se 8 meses da partida do meu Murray e amanhã faz 1 mês que adotamos o Luke.
Mas a saudade e o amor pelo Murray são para sempre, embora o Luke capriche e nos conquiste a cada dia.
Acho que você está indo muito bem, calças largas, comprando peças com numeração bacana, não desvalorize isso. E se pode melhorar, capriche aí.
Beijos, viu?

Marilia disse...

Oi, fofa! Tõ sempre por aqui, só não tô assídua do meu blog mesmo...rsrsrsrs....faço algumas visitas e só...
Nossa calça 40, hein! que inveja! como diz uma amiga, inveja branca, sacolé! rsrsrsrsrs
Sinto muito pelo Justin.
Quanto as coisas feias na rua, vc sabe que tenho a mesma opinião..affff, tudo bem, se elas se sentem bem assim e coisa e tal, mas EU não me sinto bem em ficar olhando coisa feia.
Bom fim de semana, flor e segura a boca nervosa!
beijos

Progresso

NeoCounter