quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Post LOOOOOONGO.

Oi crianças!!
Escolhi as manhãs para vir postar, assim posso trabalhar a tarde toda sem parar.
E quero postar sempre que der, pois a partir da semana que vem minha cunhada entra em férias e devo cobrir seu lugar.

Sabe, minhas férias foram curtas, mas foram suficientes pra eu voltar muito melhor.
Descansei muito minha cabeça e confesso que me sinto preparada pra aguentar mais uns 6 meses, na boa, rsrs.
Vcs não tem noção do stress que me encontrava antes disso.
Juro, quando o telefone da minha mesa tocava, tinha vontade de arressá-lo na parede.
O barulhinho do nextel fazia meu coração disparar e quando algum cliente me chamava no msn, juro, dava vontade de mandar tomar no úúúúú. Nos últimos dias, nem abria o msn.
As vozes das pessoas me davam enjôo... foi difícil aguentar até o último dia. Mas valeu muito a pena.
A partir de agora, todos os anos eu tirarei férias. Antes eu ficava 2 ou 3 anos trabalhando sem parar (fiquei 4 anos direto). Agora não. Tá decidido.

Fui ao gineco que fará minha cirurgia (remoção da Glândula de Bartholin - joga no google). Dia 26 farei avaliação cardiológica e os exames pré-operatórios. Opero em setembro, sem falta. Já prolonguei demais essa situação.
É uma cirurgia simples, mas como vou ficar internada e tomarei anestesia, precisa de tudo isso.

Marido também passou com clínico e descobrimos que ele é hipertenso. Fez exames e devemos retornar semana que vem pra médica avaliar se ele tomará algum tipo de medicação ou não.

Filhotes não tiveram nenhuma tosse e não deram um espirro durante as férias. Agora é só começarem as aulas... daí vem gripe, tosse e o escambau, aff.

Mudando de assunto...
Nesse fim de semana, no programa do Gugu, passou uma matéria de moda lingerie para gordinhas. Eu assisto Gugu quando passa coisas legais e essa me chamou a atenção.
Mas... deprimi com a matéria.
Olha, podem atirar pedras, xingar e pensar o que quiserem: é feio e pronto!
Muita coisa alí estava feio. É  a minha opinião.
Dai vão me perguntar: Tá, gorda só pode usar camisolão??? E eu respondo: Não. Não precisa.
Mas é preciso ter o bom senso.
Geralmente eu durmo com calcinha e sutiã. O sutiã é hábito desde quando os seios começaram a surgir e embora alguns especialistas desaconselhem, não consigo dormir sem de jeito nenhum. Já tentei, não rola, eu não durmo.
No auge dos meus 70 kilos (e até mais de 80, que já pesei), só dormia de pijaminha. Tinha vergonha de mostrar minha barriga, minha bunda. Sabe, apesar de tanta intimidade nesses quase 21 anos, não gosto que meu marido veja minha barriga quando estou gorda.
Dai eu emagreci, cheguei nos 57 e qualquer coisa e voltei a usar calcinha e sutiã. Sempre dormia com eles combinando. Marido sempre elogiou e não sentia mais vergonha, fazia questão de mostrar.
Agora estou com 62 novamente (as 700g da segunda feira já sumiram) e a barriga tá aqui, me incomodando.
Sabe, olho no espelho e acho feio. De verdade.
Meu marido acha que tá tudo ótimo (lembram que me chamou de bunduda???) mas eu não acho. 
E de uns 20 dias pra cá, voltei a usar pijaminhas curtos outra vez...
Esse é o meu jeito. Não critico quem usa roupinhas mínimas estando com corpinho gordo. Cada um na sua.
Pra mim, não dá.
Tenho notado que a população está ficando cada dia mais gorda e isso me assusta.
Mês que vem farei 38 anos e não quero chegar aos 40 com peso maior do que estou. Aliás, não quero e não vou chegar aos 40 anos com 60 kilos. Me recuso, rsrs.

Sabe, procuro me alimentar de uma forma bacana, evitando sempre os exageros. Tem épocas que não é fácil.
Nas férias por exemplo... eu comi de tudo, em horários errados e tudo mais. Engordei com razão.
Mas fora isso, procuro me controlar e na maioria das vezes consigo.
Tem a TPM também, que aqui não é frescura não, é realidade.
Felizmente nesse último mês passei ilesa, mas não é sempre assim.
E quando estou na TPM, muitas vezes é difícil segurar a vontade de comer besteiras. Espero que este mês seja como o anterior, afinal estou entrando nela.

Esse lance de ser ou não gordinha esteve presente em boa parte da minha vida. E todas as vezes que decidi emagrecer, emagrecia e ficava magra.
Nunca antes eu havia chegado ao extremo, mais de 70 kilos (só nas gestações). Lembro que o máximo foi bem antes de engravidar da Ana, quando cheguei aos 64 (2 kilos a mais que hoje) e até minha sogra disse que eu estava gorda!
Depois disso, emagreci, me mantive magra e engravidei da Ana com 58 kilos. Cheguei aos 84 (nas duas gestações foi igual) e de lá pra cá, todos conhecem a história. Emagreci, engordei e só me dei conta que estava gorda mesmo em 2008, quando iniciei aqui.
Tem gente qua acha que eu vivo de dietas, que penso em dietas todos os dias e tals, mas se fosse assim já estaria magrinha, magrinha, rsrs.
Sei que eu posso emagrecer até rápido se eu quiser... mas o fato é que muitas vezes eu me acomodo.
Me deixei engordar nessas férias e não estou encucada com isso.
No dia que retornei, fui provar as camisas aqui da empresa e mandaram eu escolher o número, P, M ou G.
Escolhi a P, e ouvi umas piadinhas... Tipo assim: Hummm, P??? Tá podendo!!!
Sabe, pra que eu vou pegar M? OLHA O MEU TAMANHO? Não é vestido, é camisa. E querem saber, a P ainda ficou grande!.
Coloquei uma calça 42 hoje que tive que botar um cinto, pq fica caindo. Vou ao banheiro e nem preciso desabotoar.  E tenho uma 42 que tá estrangulando minha barriga. É complicado...

Eu não penso em dietas e emagrecimento sempre. Tenho outras prioridades e preocupações. Mas claro, faço o que posso pra melhorar e pelo menos não engordar mais.

Aqui no trabalho por exemplo: a toda hora que olho pros lados tem gente comendo. É salgadinho, pipoca, doce, bolacha, pão. Se eu entrar na deles, tô fudida!
Todos os dias eu trago frutas. Fruta ninguém quer. Dizem que é saudavel demais...


Lembro quando comecei a fazer RA, nos 70,5 kilos que tinha um imbecíl que vivia dizendo assim: vc nunca vai emagrecer. Não esqueço disso. Ele até fazia piadinhas, que eu era gordinha mas era bonitinha (sentiram o preconceito né?), dizia que ser gorda era o meu jeito.
Pára.
Não resolvi emagrecer por isso, mas confesso que as palavras e as "brincadeirinhas" das pessoas serviram de start. 
E hoje, mesmo não estando com 58, 57 ou menos kilos, me sinto extremamente bem.
Estou gorda, afinal sou baixinha, mas me sinto bem.
Uso roupas apropriadas pro meu peso, sou discreta e mesmo com quase 38 anos, nunca me deram mais que 30. Fico lisonjeada com isso.
Tem dias que me visto bem moleca mesmo, tipo: jeans, camiseta e tênis. Tem dias que estou mais séria, uso roupas mais finas, tem dias que estou meio casual... tem dias que combino jeans com salto alto e fico lindinha, pq eu sou assim.

Acho que todoas as pessoas que estão acima do peso tem que se empenhar em emagrecer sim. Não só por questões estéticas (admitam, rola preconceito contra gorda e tem vezes que é gritante!) mas pra ter uma qualidade de vida bacaninha.

Conheço casos de gente próxima a mim que acha que existe pílula mágica. Vive buscando na net a pílula milagrosa que emagrece tantos kilos por mês, que tira a barriga da noite pro dia... Pára.
Gente que acha um absurdo eu comer mais a noite que de dia (meu estômago não tem relógio!) e continua só engordando... Conheço gente que fala que faz isso e aquilo e tá cada dia maior. Conheço gente que emagreceu bastante e engordou tudo de novo em pouco tempo... Complicado.
Eu, assim como a grande maioria aqui sabe que não existe milagre: tem que comer menos e gastar mais.
É fácil? Não. Não é.
Mas é possível.

Ufa, obrigada pra quem leu até aqui.
Deu vontade de falar e falar e falar. Falei.
BEIJOS.

2 comentários:

Marilia disse...

Bem vinda a vida real de volta!!!!
Concordo com vcs em genero número e grau, a palavra correta que usou : roupas apropriadas, eu também acho que cada um no seu quadrado, o fato de estar acima do peso, n ão tem problema o duro é estar muuuito acima do peso e ferir nossos sensos estéticos com roupas de matar, a visão do inferno mesmo.....eu sou adpta do termo gordinha bonitinha, porque não tenho biotipo de gente magra, isso nunca vou ser, mas acho gordinha e vestida adequadamente fica bonita sim! eu ainda não estou gordinha, estou gordona mesmo, e minha meta é ficar no "inha", tá bom demais, p quem já chegou em 109,800kg, o céu é o limite ou a terra digo em baixo mesmo enterrada, com hiepertensão, infarto e coisas do gênero.
Gosto assim como vc, se cuida, sem ficar neurótica e nem se auto-flagelando por não ter feito nada, enfim.... a nossa vida é assim, lutando sempre contra a balança, e conseguindo sucessos nem que sejam devagar.
Ufa, foi um comentário longo para um post longo.
beijos

Carlinha disse...

acho que mudanças são válidas

principalmente se realmente forem necessárias

fazer sempre uma auto avaliação é preciso

colocar tudo em ordem

bjos flor

Progresso

NeoCounter