terça-feira, 16 de março de 2010

Atualizando


Oi crianças!!

Minha vida é uma correria sem fim, rsrs, mas não posso reclamar. Eu gostio mutcho!

Bem, vamos aos últimos acontecimentos.

Na madrugada de sexta, Ana teve febre...
Aliás, não contei que além da obesidade, o médico diagnosticou Impetigo, uma infecção na pele.
Ela estava com uma feridinha no queixo e outras menores no nariz.
Passou antibióticos, antiinflamatório e pomada. Gastei 150,00 na farmácia e pense que estivesse tudo certo.
MASSSSS, não estava né?
Acho que ele se preocupou tanto com a obesidade da menina que nem examinou direito...
Ela reclamava de dor no ouvido e ele nem sequer olhou...
Sábado ela acordou resmungando que queria ir no hospital, pq o ouvido doía muito e talz...
Minha máquina de lavar quebrou e tive que torcer as roupas na mão. 14 toalhas de banho, fora as roupas. Sorte que o sol estava esturricando tudo e ficou tudo seco, hehe.
Marido havia saído com a irmã pra ver uma chácara pra fazer o níver da sogra...
Eu sozinha com a Ana resmungando, um mundo de roupas pra lavar e a máquica quebrada...
Não me abalei. Enrolei a filha (ô pecado) o quanto deu e fomos ao hospital a tarde.
Liguei pro marido e avisei pra chegar e nem sair do carro.
Chegando lá, logo ela foi atendida.
Médico também não muito atencioso, porém, este examinou os ouvidos, a garganta... O outro deu uma olhada básica na garganta e só...
Disse que o impetigo já estava em fase de resolução, PORÉM, ela estava com uma infecção dentro do ouvido e por isso ela reclamava, pq segundo ele, dói muito mesmo e a coisa tava feia ali.
Disse pra trocarmos o antibiótico, pq o que ela estava tomando não estava fazendo efeito pra infecção do ouvido.
Bem, entenderam??
Não né?
Seguinte: o pediatra que escolhi do convênio (aquele que falou da obesidade dela) me pareceu a princípio um médico muito bom. Ele é o proprietário da clínica e talz... senhor de meia idade, passava alguma confiança. Titular do depto de Pediatria da USP (tava lá no receituário..., se é mesmo, vai saber...)
Escolhi com carinho, porém, não senti nele aquela dedicação sabe...
Ele diagnosticou o Impetigo logo que entramos no consultório (por causa das feridinhas) e ao examiná-la mais ou menos, disse que ela estava com obesidade e indicou dieta e exercícios.
Tudo assim muito rápido, muito mecânico sabe...
Sai de lá com a sensação de que havia passado num hospital do SUS, daqueles lá no fim do mundo. Se bem que já levei a Ana no SUS quando não tinha convênio e ela foi muito bem atendida em várias vezes...
To quase voltando pro SUS, hehe... não fosse a demora...
Então, o médico não examinou os ouvidos da garota, pq se tivesse visto, teria notado que estava cheio de pus lá dentro né e teria passado o antibiótico certo.
Gastei mais 100,00 no sábado, totalizando 250,00. Isso pq o cara da farmácia trocou 2 vidros do antibiótico errado pra mim, pois não tinha aberto ainda.
Pouco caso do caralho...
As consultas pelo convênio hoje são mais rápidas que aquelas do hospital público. Só falta tirar as cadeiras pro paciente sentar. Fica igual.

Sorte teve o Daniel, que ficou com a mesma pediatra por 3 anos e olha, a médica era boa viu.

Bem, resolvido o problema da dor de ouvido da florzinha, sábado ela não quis caminhar e nem forcei.
Ahhhh, esqueci. O pediatra (que por sinal não volto mais, já marquei com outra) a pesou naquele dia naquelas balanças pré-históricas. Aquelas que fica regulando os pesinhos... e deu 30 Kilos.
Na verdade, ela estava com 31. Pesamos no hospital no sábado e na farmácia também. Deu 31. Em casa pesei pra ter certeza e deu 31.1.
Vcs acham que eu volto naquele médico? Não né?
Já agendei pro dia 31, uma médica, xará dela – Dra. Ana, hehe.

Voltando à filhota, ela está super bem. O ouvido já não dói, as feridas do Impetigo já sararam e ela está firme e forte na alimentação e exercícios. Até briga comigo!

Depois da última postagem, na sexta, compramos frutas. Ela pediu morangos e carambola.
Jantou meio sanduíche de pão com salada de tomate e queijo e comeu uns 4 morangos.
Caminhamos por 45 minutos e ela queria mais.

Sábado, a alimentação foi pouca coisa, até por conta do ouvido e da dor. Não caminhamos.

Domingo ela acordou bem melhor. Tomamos café e ... novidade: agora ela come apenas meio pão e trocamos o leite integral pelo semidesnatado.
Fizemos a caminhada até a casa da sogra (uns 3,5km, na subida) e marido foi de carro.
Fomos à feira, compramos mais frutas e saladas e voltamos a pé também. Marido desceu de carro.

Almoçamos bonitinho. Fiz um macarrão com molho de carne, tomates, berinjela pimentão e cebola.
Filé de frango assado com uma gororoba que inventei e ficou DIVINO e saladinha de alface com tomate e rabanetes.
O tamanho do prato dela? Metade do que eu costumava colocar e fazer ela comer tudinho!
E ela não morreu de fome, rsrs.

Fizemos nossas unhas, fotografei e tudo, mas a bateria ta fraca e nem dá pra baixar.
Amanhã eu posto. Ela usou Dara (ela gosta desse e fica lindo) e eu usei Jackie.
Daí, domingo a tarde a garota começa me chamar pra caminhar novamente...
Caramba, caminhamos bastante pela manhã. Uma bela subida e a descida e ela        queria mais!
Como estava chovendo, não fomos né e deixamos pra ontem.
Daí que ontem também estava um tempo feio, garoando de noite...
Convidei-a pra dançar. Isso mesmo, dançar.
E não é que foi muito bom?
Dançamos por 40 minutos. Suamos muito e nos divertimos!
Coloquei naquele canal de músicas da Sky e dançamos de tudo: desde Elvis (Kiss me Quick - que aliás, tem um especial do Elvis lá, quem gostar coloca no canal de músicas) até uma música do Xandy, aff!
Ensinei a garota a exercitar as pernas, fizemos agachamento, que ela odiou mas fez, pulamos muito, movimentamos braços... foi muito gostoso. Melhor que caminhar, rsrs. Fiquei cansada.

Tomamos banho e em menos de 5 minutos ela dormiu, rsrs.

Sabe, faz apenas 5 dias que resolvi mudar a alimentação e o estilo de vida da filhota. Mas olha, nesses 5 dias ela fez alguns pequenos e valiosos progressos.
Quem diria que ela brigaria comigo por não ir caminhar? Ontem ela queria ir depois da dança. Mas estava chovendo e nem dava...
Ela, por vontade própria, decidiu que vai comer apenas meio pão e no caso da torrada, duas. Antes ela comia umas 3 ou 4, e lotava de margarina light! Pq ela mesma dizia: - ahhh mãe, é light.
A mudança no leite foi por minha conta e ela nem reclamou.
Optei pelo semidesnatado pra que ela não sentisse tanto, afinal o desnatado é muito aguado.
E até na quantidade do leite já diminuímos. Antes era um copo de 250ml. Agora uma xícara com menos de 200ml. Até a quantidade de Toddy diminuiu.

Na casa da avó, segundo a sogra conta, ela pede pra colocar menos no prato e não quer repitir.
Sogra disse que fica com dó, pq ela comia tão bem... Ai ai... Terei que dar um jeito na sogra também, rsrs.

E quanto a minha pessoa, tudo caminhando bem.
Como eu havia previsto, meu peso empacou.
Ontem e hoje a balança marcou os mesmos 60,4.
Tranqüilo... uma hora vai baixar, eu sei. Não estou exagerando em nada e os exercícios estão sendo feitos.
Quando tiver que baixar, baixa.
Ah,  a florzinha também já emagreceu uns graminhas... na verdade, se for contar pelos 31 kilos (e não 30 como o médico marcou), ela emagreceu 800 gramas! Hoje cedo deu 30,2.
Legal né?
Vou ajudá-la muito. Não quero que minha bichinha fique obesa. Quero que ela tenha uma vida saudável.

Olha gente, obrigada de coração pelos comentários.
É muito bom saber que tem pessoas que se preocupam, que são solidárias e que torcem sim, pelas nossas conquistas.
OBRIGADA MESMO, DE CORAÇÃO.

Bem, o post ficou gigante (pra variar), mas precisava contar tudo.
E olha, o que vcs acham: eu estou errada quanto ao médico?
Ele nem examinou direito sabe... não senti aquela dedicação.
Vou trocar sim. Espero que a nova pediatra seja atenciosa. Pq se não for também, eu troco, rsrs.

BEIJOSSSSS.
Vou tentar visitar hoje. Vergonha...








7 comentários:

Shelly disse...

Oi meus anjos. Parabens pelas vitorias da Aninha, E voce está correta em relação ao medico. Tem que cuidar da sua Princesinha. e Beijos nas duas.

Teresinha disse...

Qué maravilha! Você encontrou a companheirinha ideal para suas caminhadas. Sua filha é linda, com qué receptividade aceitou a nova situación. As crianças sempre nos ensinam algo.Acho que elas são até mais razoáveis que nós os adultos.
Cuando a gente perde a confiança no médico, o melhor é buscar outro.
Um abrazo ás duas!

Márcia disse...

oie...vc esta certissima qto ao médico...totalmente descuidado... e qto a sua lindinha, parabéns pelo esforço conjunto. eu tenho um menino de 6 anos ele não é gordo, está dentro do peso normal para a idade dele, mas eu tb já troquei o leite para o semidesnatado, e volto da escola todo dia (qdo nao chove) a pé, é uma excelente caminhada.. só levo ele de carro, pra ele não chegar suado e nem cansado na escola... acho q temos obrigação de ajudá-los agora, pra q eles não sofram desse mal... bjs e parabéns pela sua luta!!!

Luciana Kotaka disse...

Olá amiga, meu filho acabou de se recuperar do impertigo. É altamente contagioso, e qualquer mordida de mosquito que alguém tiver, ou cortezinho, a bactéria se espalha. Meu filho está com o corpinho todo manchado agora que sarou, uma dozinha. E stimo melhoras para ela. Bjks querida

Marilia disse...

Nossa fiquei tão satisfeita em saber que sua florzinha está super hiper mega master blaster advance adaptada a caminha, minina isso é metade do caminho! que bacana!

Quanto ao médico, dá vontade de ir lá de novo e jogar as duas caixas de remédio na cara dele, imagina a cena! rsrsrsrs...mas fez muito bem, tem que mudar mesmo.

Natalie Angel Jolie disse...

ão acho que vc esteja errada naum... Médico tem q passar confiança... tem q ser atento com o paciente... Não gostei tbm da postura dele não e eacho q vc deve procurar até encontrar alguém q te deixe segura. Fikei muito feliz q a Aninha ta melhor do ouvido... devia ta doendo muito, ainda me lembro da ultima vez q tive e foi m uitp triste, nossa... E sei q vcs vão conseguir, ela é taum guerreira quanto a mãe! Bjus e Força Sempre, quero ver as unhas!

MADAME DE MEIA FURADA disse...

Olá querida!
Que bom que a Aninha tá melhor...
Ah, eu quando não confio no médico eu não volto mesmo, e dependendo do tratamento - já fiz isso - denuncio à operadora do convênio.
Penso que,se pagamos pelo convênio, temos que exigir a qualidade do atendimento.
É, sou revolucionária mesmo...rs

Progresso

NeoCounter