terça-feira, 19 de maio de 2009

Dias estranhos...




Oiiii.


Desde a última postagem, no sábado aconteceram muitas coisas. A maioria desagradável...


No domingo, muito frio por aqui, levantamos mais tarde.


Tomamos café e ficamos deitados. Os filhos ficaram jogando no quarto do Dan e o marido e eu vendo filme no nosso.


Quando era quase meio dia, lembrei que não tinha feijão e disse pra ele tirar o carro que iria ao mercado.


Estava na cozinha quando ele grita lá da sala: Ah Mô, o gato morreu!


Acabou meu domingo!


Pois é... lembram do meu gato? Aquele preto, bonitão? Ele morreu... envenenado.


Ficamos eu e a Ana berrando na sala enquanto ele e o Dan retiravam o corpo da garagem.


Não fiz comida, ninguém queria comer.


Foi o dia mais triste dos últimos tempos, podem acreditar.


É difícil explicar com palavras, mas, o gato era uma alegria na nossa casa.


Foram 2 anos de muito carinho, muito companheirismo (já contei que ele dormia com a Ana né??) e muitas risadas (ele era meio palhaço). Enfim, estou triste.


Acostumamos chegar em casa e ele vir nos receber deitando com as patinhas pra cima, pedindo carinho na barriga, rolando no chão...


É estranho chegar e não vê-lo. Estranho e triste.


Mas, a vida continua.


As crias e o marido já querem adotar outro bichano, de preferência preto também, mas pedi um tempo.


Outro gato seria muito bom, mas nenhum substitui o "gato".


Pra criança é tudo tão simples né? Quando um animalzinho morre ou some, eles já querem outro, rsrs. Perguntei à eles se quando eu morrer vão "arranjar" outra mãe assim, com a mesma naturalidade. Eles ficaram pensando...rsrsrsrs.


Bem, posso até deixar que adotem outro, até pq eu adoro gatos desde bebê (marido e filhos também!), mas não agora. Deixa diminuir a saudade do gato (GATO era o nome do gato) e pensamos no assunto depois.


Ah, pra encerrar o assunto do gato, no sábado aconteceu uma coisa estranha com relação à ele.


Geralmente eu brincava com ele e talz, conversava com o bichano (sim, eu converso com meus animais), chamava ele de meu amor, hehe, mas, nada de muito grude. Não costumava pegá-lo no colo (exceto quando ele foi espancado, eu contei aqui também), nem deixava ele na minha cama.


Era apaixonada por ele, mas carinhos, colinho e tal, ele tinha dos filhos.


Então, no sábado, estava na cozinha e ele ficou sentado na passadeira perto do fogão. Ele miava e eu respondia.
Ficamos um tempo assim, "conversando" e de repente o bicho começou a passar nas minhas pernas e miar. Até que deitou com a barriga pra cima pra eu fazer carinho, e ficamos um tempo assim. Resumindo: parecia ele estava demonstrando todo o carinho que sentia e também, que estava se despedindo.


Pronto, já tô chorando, que saco...


Bem, é isso. Foi estranho sabe.


Vou guardar boas lembranças do meu bichano.


Volto depois.


PS: Visitas atrasadas. Prometo colocar em dia, logo.

Beijos.


2 comentários:

Vania San disse...

Espero que todos superem a perda.
Sempre sofri muito qdo perdi meus bichinhos...

Se cuida!

bejos

Em busca da auto estima perdida disse...

ahhhh... só me diz uma coisa... !!!
Envenenaram ele?? Eu sou apaixonada por gatos , cães, td ..maso Rubens amaaaaa Gatos e odeia cães...Mas como eu curto tudo , desde q moramos juntos temos gatos...Eu tinha dois gatos, bem eram tres,mas um era arisco e sóalimentavamos... Uma se chamava Docinho (apareceu em casa ) ooutro Uili ...Um Ciameslindo ...e mala ...e o outro Vudulino...(o arisco )... Há um mes e meio envenenaram meu Docinho ... e o Uili é bem ... mala , não era de ficar com carinho... Uma semana antes da esposa dele " Docinho" ser assassinada ... ele pulou em meu colo e ficou olhando pra mim... como se tivesse se despedindo...achei estranho ... ai O Docinho morreu e Uili Nunca mais Voltou , acho que foi envenenado e morreu Longe ... Isso faz quase dois meses... Sobrou Vudulino... q semana passada foi envenenado ...
Mas eu adotei dois gatinhos que foram jogados na linha do trem ainda bebes... Nem tinham desmamado.... Sãoa coisamais Fofa.;..Um se chama Uilizinho (rsrsrsr) e a Outra Maia.,..ai Andrea to com tanto medo de envenenarem os coitados... se algo acontecer a eles.. Nossa... eu vou acabar com o povo da Rua até descobrir ... Adote um gatinho sim ...especialmente q vc tem crianças q estava apegados a eles...e tiraum animal da Rua ... é a melhor coisa ...
Vou postar fotos delesno próximo post
Bjos

Progresso

NeoCounter