quarta-feira, 15 de abril de 2009

Dividindo...

Oiii.
Meninas, obrigada pelos comentários. Eles ajudam a driblar o baixo astral, com certeza.
Bem, eu sei que o blog é meu e aqui eu tenho todo o direito de escrever o que bem quiser, afinal, lê quem quer. O problema é que sempre fui meio reservada pra muitos assuntos..
Não ligo de contar a minha história de obesidade, de falar sobre a sofrida vida de dietas e afins, nem de contar algumas coisas sobre minha família, meus filhos e tal... A maioria das blogueiras contam e é uma forma de diversificar os assuntos e não ficar somente restrito à dietas, comidas, etc... embora o blog tenha esta finalidade específica.
Então, o problema é que sou bem reservada com minha vida pessoal. Conto somente fatos corriqueiros, coisas que são importantes, mas que não levantem muitas discussões.
Quando desabafei aqui sobre a briga da sogra com meu filho, falei pq quis e era algo eu sabia que podia contar, afinal, mexe comigo, mas não mexe com quem eu amo, hehe.

Pois bem... eu sempre defendi com unhas e dentes os meus amores. Meus filhos vem em primeiro lugar nesse quesito. Não tem nem o que discutir. Também sempre defendi meu marido. Mexe comigo, não com eles, sempre foi assim... só que sempre foi assim pq eu sempre fui assim, entenderam??
Eu sempre defendi, eu sempre estive ao lado, eu sempre cedi, sempre abri mão de muitas coisas por eles... Pelos meus filhos, tudo bem. Eu sou a mãe deles e é minha obrigação cuidar, zelar, defender, proteger... Mas, será que eu sou obrigada a fazer tudo por outras pessoas que nem sequer ligam pra mim? Que não estão nem aí pra saber se eu estou bem, se faço o que faço pq eu realmente quero ou pq sou obrigada?? Não estão nem aí pra mim, mesmo?
Não, eu não sou obrigada!!!!!!!!
Sempre estive ao lado, por 20 anos , de alguém que eu desconheço!
Até onde me lembro, sempre fiz o possível pra agradar, mimar, compreender quando foi preciso. Sempre estive ao lado nos momentos mais difíceis (e olha que teve momento ruim!).
Sempre, SEMPRE MESMO - fui compreensiva, tolerante, amiga, ouvinte... Caramba! Acabo de descobrir que eu sempre fui é capacho! CARACOLESSSSSS.
Bem, pra resumir logo, eu sempre fui a mulherzinha perfeita (ou quase, na medida do possível) e nunca ganhei um - Obrigado!
Tá, tô exagerando... mas, a maioria das vezes foi assim, sim!
Acontece que eu sempre fiz muito e nunca cobrei nada. É isso.
Sempre me contentei em receber as migalhas... Migalhas de atenção, migalhas de carinho, migalhas de palavras, enquanto eu "me dava" 100%, recebia em troca coisas pequenas...
É assim que tem sido a minha vida pessoal...
Gozado é que eu sempre soube disso e de certa forma, me acomodei com a situação...
Claro, já teve discussões enormes por esse motivo, mas, a outra parte melhorava um tempo e depois voltava ao que era.
Só que chega uma hora que a gente não aguenta mais. São pequenas coisinhas que vão irritando ao longo do tempo e que num determinado momento explodem.
E, explodiu!
Segunda feira, 07:00 da manhã... o bicho pegou e pegou bonito. Ou melhor, feio!
Falei o que estava engasgado e acabei ouvindo coisas que sinceramente... eu não merecia ouvir. Não depois de tantos anos sendo - capacho!
Chego a ter raiva de mim!!!
Não vou contar como foi a briga, nem as coisas que ouvi, mas posso garantir que eu não merecia!!!
Bem, o resultado disso foi que... acabou!
É triste dizer isso... dá uma sensação de derrota, de fracasso... mas, acabou. Acabou um casamento de quase 20 anos.
Sabendo o que ele pensa sobre mim e sabendo que não sou o que ele pensa, não tem como ficar mais junto. Não dá!!
Em poucas palavras ele deixou bem claro o que eu significava na vida dele = NADA.
Não, não dá mais pra continuar.

Ainda não sei como será... por enquanto continuamos na mesma casa, porém, separados mesmo!
Já tivemos outras discussões semelhantes, mas nenhuma chegou a esse ponto. Eram briguinhas bobas. Essa foi diferente.
Essa, doeu. Machucou. Feriu bem lá fundo sabe??
Muitas vezes as palavras doem mais que tudo...
Mas, eu sou forte!
Tá, não agora. Agora estou fraca, me sentindo pra baixo mesmo. Me sentindo um nada...
Vou dar a volta por cima sim. Só preciso de tempo. Tempo pra digerir a situação, pra me encontrar outra vez...
Não sou de ficar muito tempo pra baixo não, até pq sempre fui muito forte. Já passei por cada coisa nessa vida... se eu contasse vcs iam ver...
Mas, é que essa situação é diferente. Envolve sentimentos, envolve amor e também, foram quase 20 anos e isso é difícil apagar assim, de um dia pro outro né?

Bem, desde segunda tenho me sentido meio barata tonta... faço as coisas que preciso, trabalho, como, dou atenção aos filhos (até pq eles presenciaram a discussão...) e fumei feito uma louca esses dias!

Hoje, já estou um pouco melhor. Já me vesti melhor, já consigo falar (esses dias eu fiquei muda aqui no trabalho), já consigo sorrir, fazer alguma piadinha...
Ah, e o melhor de tudo: ANOTEM AÍ: PAREI DE FUMAR!!!!!!!!
Parei hoje e pretendo nunca mais colocar um cigarro na boca!
PELO MENOS UMA COISA BOA TINHA QUE SAIR DISSO TUDO NÉ? HEHE
Sério, esses dois dias (segunda e terça) eu fumei um maço por dia!!!! É muito cigarro.
Ontem a noite, eu não aguentava o cheiro que ficou no meu nariz!
Eu tomei banho, mas não sentia o cheiro do sabonete, sentia o cheiro da nhaca do cigarro.
Hoje, resolvi parar de vez.
Meu pulmão vai agradecer e meu bolso também, hehe.

Minha alimentação esses dias foi normal. Não me preocupei tanto em contar calorias... Liguei o piloto automático e comi as quantidades certas. Algumas refeições comi até menos do que podia...
Ontem a noite que senti uma vontade doida de comer algum doce. Só tinha bolacha recheada em casa e um doce que eu fiz com goiaba. Não queria aquilo e acabei comendo 4 colheres de leite em pó puro.
É bem doce e matou a vontade, hehe.
Podia ter sido bem pior... podia ter devorado alguns pacotes de bolacha...

Bem, e é isso...

Estou bem, não se preocupem tá?
Já sobrevivi a muita coisa ruim... vou tirar essa situação de letra.
Talvez demore, mas, vou conseguir sim.

Vou aceitar a situação, encarar numa boa. Afinal, se ele não quer mais, não vou ficar implorando.
Já implorei tempo demais. Já implorei por amor, por atenção... tanto tempo... agora, acabou.
A partir de hoje, vou me amar mais. Vou cuidar mais de mim. Vou ter tempo pra me olhar, pq até então, eu tinha mais tempo pra ele.
E já comecei né? Largar o fumo foi a primeira coisa boa dessa nova etapa da minha vida.
Será difícil... até pq o vício é complicado. Mas, estou decidida.
E é isso... vou ficando por aqui.
Não corrigi o texto, desculpem se engoli ou atropelei palavras, hehe. Estou no trabalho.
Beijos.
Volto quando puder.


4 comentários:

Dill disse...

oii, essas coisas agente não dá palpite, mas é bom colocar pra fora...o único problema na relação de um casal é que eles são homens e nóso mulheres, então temos visões completamente diferentes. Eles acham que tá bom e nós nos dedicamos de corpo e alma a tudo e quando cai a ficha que não é recíproca a dedicação, ai nosso mundo cai, sei bem como é... na verdade todas nós já passamos um pouco por isso. Mas força amiga, força e sabedoria. Tudo se resolve, pra tudo existe um caminho, muitas vezes pode ser o mais difícil, o mais dolorido, mas há sempre um caminho. Beijokas no coração e sinta-se abraçada.

Alice disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Are disse...

Oiee!
Bom sua irmã agora virou noturna nega, quer falar comigo agora só d madrugada, hehe, horário q a net funciona, affe!

Bom não sei nem o q te falar sobre a sua postagem, afinal estamos no mesmo barco, passando pelo mesmo problema, nos primeiros dias fumei mto tbem, hj não to fumando mais, o bolso agradeceu viu hehe!
É a gente se entrega demais na relação e acaba ficando meio d lado, bom sabe mto bem o q aconteceu comigo, aí depois q a gente faz "cagada" somos erradas (eu no caso, vc nao hehe), mas enfim, falo c/ vc pelo msn senao vou escrever um livro aki!

Tô feliz q vc ta bem, eu tava preocupada c/ vc, nao conseguia falar c/ vc nem saber se tava td bem.. mais agora estou mais tranquila, sei q tá bem (na medida do possível claro!!).

Tomara q a net volte ao normal logo aki, já paguei hehe!
Continua firme ai nega, tô firme aki viu, qero ficar mafrinha tbem e agora é sério, menina me vi no espelho do extra hj e nao me reconheci, fala sériooo, to enorme hehe!
Já tomei vergonha na cara e vou encarar d verdade a RA prometo!
Beijossss

Gostosura disse...

que coisa, estas situações são tão complicadas, cresci vendo os meus pais brigarem, isso faz mal para todos...
Se o fim é a saída, que seja uma boa saída, faça deste momento um momento de recomeço prá vc, uma guria tão gente fina, afinal de contas, como vc mesmo disse, não é legal pedir carinho e atenção... isso a gente tem que ter 'de grátis'.
Que coisa, né?

Beiijinhos
Conta comigo, tá?

Progresso

NeoCounter