terça-feira, 28 de abril de 2009

Anotações e minhas histórias...

Oiiii!!
Completei a postagem de ontem, coloquei os "OK" nos devidos lugares e completei o que faltou.
Ontem foi "quase" tudo OK. Não fiz exercícios.
Cheguei mais tarde em casa, tive que preparar uma sopa leve pra Ana, que estava mal... acabei tudo quase 10 da noite, não deu pra encarar o aparelho. Mas hoje, vou encarar.
Então, vamos às anotações do 2º dia:

Terça feira ou 2º dia:
07:00 - Chá verde (1 xíc.), 200ml leite com farelo de trigo - OK
10:00 - 1 banana - OK
12:30 - salada de rúcula com nabo, 1 filé de frango grelhado. - OK
16:00 - 1 banana OK
20:00 - 2 colheres de carne moída, 1 concha de sopa de legumes e salada de tomate, nabo, rúcula e cebola. OK, só não comi a carne moída.
21:00 - APARELHO OK
22:00 - Tomei uma xícara de chá de poejo, com manjericão e orégano, que tenho na minha mini Hortinha. O meu com um pouco de adoçante e pra Ana, com açúcar. Vou compra mel pra adoçar o chá dela.

Amanhã coloco se fiz como planejei. OK!!!!

Bem, em um post antigo, eu falei sobre a alimentação da minha filha.
Ela tem 5 anos, quase 6...
A Ana sempre comeu muito bem. Come algumas porcarias, como bolachas, pizza, leite moça na caixinha...
Mas, o forte da garota é mesmo um bom prato de arroz com feijão, carne e salada.
Tentei fazer com que ela comesse menos, mas ela reclamava, dizia que eu não queria que ela comesse...
O problema é que assim como eu, ela é baixinha (tomara que cresça mais que eu, hehe) e tenho notado que ela está engordando rápido...
Só pra terem noção, ela está "pelada". Isso mesmo. Fiz uma limpa no guarda roupas dela e dei metade do que tinha, pq não servia mais!
Domingo fui comprar algumas calças pra ela ir à escolinha, já que o uniforme ela não gosta. Comprei 3 calças de cotton e o número foi 10! Imagina uma criança de 5 anos, usando tamanho 10??? É muita coisa!
Ela é uma menina muito ativa, não pára quieta um minuto. Ou está jogando bola, ou dançando, ou fazendo o meu aparelho. Acho que se não fosse isso, ela estaria bem maior, bem mais gorda.
Ontem, ela acordou vomitando.
Pensei que fosse por causa da tosse, pq ela também tem bronquite...
A noite, quando passei na naja pra buscar a menina, ela me disse que a Ana tinha vomitado o dia todo, não foi pra escola, reclamou de dor no estômago e não quis comer nada!
Aff, tá doente mesmo!!!
Fomos pra casa e ela me disse que estava melhorzinha, mas não queria comer.
Fiz uma sopa bem leve de legumes com frango e ela comeu duas colheres.
Conversei bastante com a menina e ela acha que foi por causa da pizza de sábado... será??
Ela comeu 4 pedaços!!!!!!!!!!!!
Ela disse que lembrava da pizza e tinha vontade de vomitar.
Daí, lembrei a ela que no dia da pizza, a bonitinha tinha comido 4 pedaços!
Conversamos e expliquei que a mamãe não liga que ela coma, só que me preocupa o fato de ela estar bem gordinha e que isso fará mal depois, e blá, blá, blá...
Ela arregalou aqueles olhos lindos e maravilhosos e falou assim: TÁ BOM MÃE, VOU FAZER IGUAL VC, VOU COMER POUCO PRA FICAR ASSIM, MAGRINHA, IGUAL VC!
Quase chorei, rsrsrsrs. Que linda essa menina!!!!
Ela sabe que não pode comer demais, até pq se sente mal depois, fica com a barriga doendo, mesmo assim, ela come... ou, comia, pq depois do nosso papo ela saiu com essa, que quer ficar magrinha igual eu.
Acho que preciso levar a menina no oculista urgente também... kkk.

E agora??
É difícil falar não, principalmente quando se trata de comida e confesso que sempre fui muito neurótica em relação à alimentação dos filhos.
Lembro que quando o Dan era pequeno, eu chorava com ele na hora de dar comida.
Ele ficava no cadeirão e eu ficava mais de uma hora pra "socar" o prato todo nele.
Meu pai brigava horrores comigo.
O fato é que eu tinha medo de deixar ele sem comer e chorava mesmo, quando ele não queria. Eu fazia chantagem, dizia que se ele comesse tudinho, eu comprava tal brinquedo... era uma loucura!! E muitas vezes, o coitado comia e acabava vomitando...
Só melhorei um pouco as minhas neuroses com a alimentação dele, depois que a Ana nasceu.
Ele já estava com 7 anos.
A partir daí, deixei que ele fizesse as suas escolhas, mas sempre pego no pé, pq ele detesta feijão e eu falo que tem que comer.
Só pra que sintam o drama do menino - Eu dei comida na boca dele até os 7 anos, pronto, contei meu segredo, rsrsrs.
Sei que muita gente acha loucura isso, e hoje, eu também acho, em partes...
O Dan, NUNCA ficou doente!
Doente de ficar internado, de ficar mais que um dia ruim, nunca!
A pediatra dele sempre me elogiou muito, pq o menino era e é muito saudável e acredito sim, que eu contribui para isso, pois mesmo forçando muitas vezes ele a comer, acompanhei a alimentação desde sempre.
Hoje ele come algumas porcarias, mas continua saudável e é magro. E toma cuidado com o que come, gosta muito mais de coisas saudáveis e magras.
Ele tem pavor de ficar gordo. Sempre disse isso, desde pequeno.
Já a Ana, nunca deu trabalho pra comer... ela come bem desde sempre. E diferente do irmão, se der um prato cheio com feijão, ela come tudo!!! E diferente dele também, ela vive com gripe, com tosse, aff! Vai entender...
Eles deviam vir com manual, isso sim.
Como é complicado né?
E agora? O que eu faço com a Ana???
Aceito sugestões.
Beijosssss.

4 comentários:

Musa disse...

Menina, que coisa. O Gabriel já come sozinho enão aceita que se coloque nada na boca dele, não quer ajuda. Come super bem e repete, come todas as verduras e legumes, mas brócolis e couve-flor ele spo come o talinho, não gosta do buquê. Por incrível que pareça não gosta de doces, mas ama frutas. É um anjo.
aprendi desde que ele nasceu a não forçá-lo a comer nada, eu o fiz e deu certo, ele come só o que quer.
Quanto a ana, acho que sua conversa com ela vai resolver sim, afinal ela tem acompanhado sua luta pra emagrecer, mostre-se sempre como exemplo e ela vai acabar entendento.
Nossa, fiz do comentário um post.


Beijinhos e obrigada pelas palavras sobre minhas ansiedades com meu filhote.

Gisele disse...

Nem eu sabia desse do manjericão.
Olha aqui em casa pq causa das minhas dietas acaba que os meninos são ligados em boa comida. Outro dia o João Pedro (10) viu o tio fazendo a maionese do sanduiche que ele vende pra gente e disse: mãe nunca mais come isso, vai 1 litro de óleo!!! E me disse que não come mais. Achei muito bom.
Aqui as coisas vão de mal a pior, tudo vira uma guerra, qualquer coisa vira a faixa de gaza. Mas ele não aceita conversar, não aceita nada. Aff e eu sem grana! Não tenho muitas opções no momento.
Estou péssima, mas não vou desistir de me cuidar!
Obrigada amiga!
Beijos

Are disse...

Hehe.. sou suspeita em dar opiniões, lembro do Dan no cadeirão e vc contando a história da "barata" pro menino comer, hehe!!
Aqui em casa to com o mesmo problema com o Kaio, come demais depois reclama q a bariga ta doendo, ta gordinho tbem mas nao "aceita" comer menos.. tbem nao sei mais o q fazer!!

Qdo a net voltar ao normal eu posto alguma coisa, beijossss!!

Vania San disse...

Eu acho que vc tem sim que se preocupar com a filhota e eu, no seu caso, levaria sim num pediatra ou num endócrino para pegar uma RA adaptada as necessidade infantis.

Eu era magra com 5 anos (menos de 20 quilos) só engordei com 17 então a culpa é minha rsss mas minha irmã foi gordinha desde criança e sofreu demais na escola (1ª a 8ª séries).

Pensa assim: vc sabe que não está "negando" comida para sua filha mas cuidando da saúde dela.

Combina com ela quando é que pode comer as coisas mais engordativas (tipo 1 vez por semana cada uma das coisas que ela gosta).

Ou escolhe um dia: quarta ou domingo para ela comer um pouco mais.

Nos outros dias vai diminuindo. Tira 1/3, depois metade.

Minha irmã foi tirando uma colher por semana do prato do sobrinho e ele emagreceu um pouco.

eu sempre me preocupo.

meu filho pesa 20 quilos com 6 anos, mas mesmo assim aqui tem dia certo para comer "coisa diferente".

nos outros dias a regra é: fruta, verdura, legume é a vontade; arroz, feijão e carne é uma porção; o resto é limitado, não tem jeito rsss

a pediatra disse que está certo e só mandou dar uma colher de mel e uma vitamina para ele para garantir que mesmo que não coma terá todos os nutrientes.

limitar a quantidade de comida vai ajudar sua filhota a "lidar com a frustração" também, coisa de que precisamos sempre... nunca temos tudo o que queremos na quantidade e na hora que queremos (disso não dá para fugir).

então amiga, faça por ela o que faria por vc mesma.

beijos

Progresso

NeoCounter