quarta-feira, 11 de março de 2009

Remédio de tia velha?? Acho que não...

Oiiii, voltei.
Hoje continua muito trampo aqui, mas estou em horário de almoço, então: poooode.
Sobre o assunto que iniciei ontem, vim contar pra vcs.
Quando era mais jovem, eu ouvia muito as tias do meu marido falando pra tomar maracugina. Qualquer situação de nervosismo, como alguém doente, algum problema familiar que tinham, elas soltavam logo: ihhh, toma maracugina.
Sempre acabava rindo da situação, pois não acreditava que tomando tal remédio a pessoa ficasse calma. Mesmo pq, elas tomavam somente em situações assim, de desespero. E assim, não funciona né? Vamos combinar, se é um remédio, deve ser tomado segundo as instruções da bula e orientação médica.
No mês passado, tive aquela crise brava. Muitos problemas aqui no trabalho. Teve o dia que juntou a TPM e os problemas aqui e pronto, tive aquele mal estar danado, uma dor fortíssima no peito e achei sinceramente que iria morrer.

Como um dos meus planos para 2009 era procurar um médico assim que surgisse qualquer problema, não pensei duas vezes: faltei no trabalho e fui ao médico.
O diagnóstico foi estresse dos bravos e fui encaminhada ao setor psiquiatrico mesmo, para que me tratasse com medicação, possivelmente os traja-pretas.
Como me considero uma pessoa sensata e gosto de ter uma segunda opinião, não fui de cara ao tal psiquiatra. Procurei alternativas. E lembrei da tal maracugina...
Fiz uma pesquisa e descobri que o principio ativo do negócio é a popular passiflora, que vem do nosso conhecido maracujá, frutinha que todo mundo tá careca de saber que "acalma".
Bem, resolvi tentar. Comprei uma caixa com 45 comprimidos e passei a ingerir 3 por dia. O máximo são 6 ao dia, mas comecei com 3, até pq o negócio é meio caro... Paguei 28,00 a caixinha.
Nos primeiros dias, confesso que não senti muita diferença... mas, com uma semana de uso, notei que os arrepios que eu tinha a cada situação de estresse, diminuiram bastante.
Era assim, quando eu ficava numa situação de conflito aqui, ou em casa, sentia arrepios pelo corpo. Era como se vários espinhos saissem da minha pele. Uma sensação desconfortante mesmo... dava a todo momento quando a coisa já tava feia.
Pois bem, com uma semana essa sensação diminuiu muito e hoje, pode vir com qualquer problema que tô tranquilona, kkk.
Vai fazer um mês que comecei a tomar e já estou na segunda caixinha. Achei um genérico e comprei pra experimentar.
Então gente, o tão remedinho que eu achava que era coisa de tia velha, realmente funciona!!!!
Outra coisa muito boa que notei com o uso dele, foi que não tive TPM esse mês. Oia que lindo!!!!
É um produto fitoterápico e sem contra indicações.
Funciona como um calmante natural e estou muito satisfeita com ele.
Alguns anos atrás, a gineco que eu passava me receitou a tal passiflora para tratar a TPM. Cheguei a usar na época, mas acabei parando. Achava que não ia funcionar e tal... antes tivesse continuado, rsrs.
E é isso gente.
Vim dividir com vcs a minha experiência. Não estou recomendando pra ninguém, até pq não sou médica. Mas, quem tiver problemas com TPM ou excesso de nervosismo, procure um médico e fale sobre o tal produto.
Comigo funcionou. Estou muito mais calma, não tive TPM e me sinto muito feliz!!!!
Beijos!!!!

Um comentário:

Gostosura disse...

poxa, que bela dica
amei
a gente esquece que as receitas de vovó ajudam, né?
a minha era 'benzedeira/parteira', coisa de louco
mamãe ensinou alguns dos jeitinhos da vó, a gente tem que valorizar
beijinho

Progresso

NeoCounter