quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Confissões...

Oi pessoas!!

Segunda me mantive na linha.
Ontem, o dia inteiro sob controle.
Dai chegou a noite.

Passamos no mercado pra comprar pães pro café dos filhos e marido viu na prateleira a margarina Claybom.
Pegamos um pote.

Essa margarina deve ter feito parte da infância de muitas aqui, pelo menos comigo foi assim.

Lembro que todos os dias, geralmente, nosso café da manhã era pão ( bengala) com margarina e frios (em casa tinha muito queijo prato). E essa margarina era a preferida por causa da menininha desenhada no pote.
Lembro também que o "gosto" dela era melhor do que as outras marcas.
"Margarina pura não tem gosto".

Cresci e raramente como pão com margarina.
Uso em receitas, mas comer com pão, biscoito como fazíamos na infância, não mais.

Dai, quando vimos o pote... não resistimos.
Chegando em casa, a idéia era continuar na linha.
ERA. Porque antes de guardar a margarina, decidi abrir pra ver se era como eu lembrava.
Caramba, igualzinha.
Arrisco dizer que até melhor.
E nisso... comi MARGARINA com pão.

Tamanho da cagada jacada: 2 pãezinhos tipo francês, quentinhos com uma quantidade razoável de Claybom.

Lombrigas, vontade morta, margarina devidamente guardada na geladeira e vida que segue, hehe.





Beijos!!!

UP:

Esqueci de contar e como o título da postagem é Confissões, bora lá...
Comprei isso aqui pra ver se prestava:

Sabor escolhido: Formigueiro.

Comi só um pedaço pequeno, mas acho justo confessar, rsrs.

Conclusão:
É gostosinho. 
Nada extraordinário, mas pra matar a vontade de um docinho e pra quem não quer fazer um bolo inteiro, vale comprar. Custa 1,99.
Ah, a embalagem informa que o tempo de forno é 1 minuto e 10... Deixei 1 e 10 e depois mais 50 segundos, totalizando 2 minutos.
Ficou assado como um bolo no forno, fofinho, gostosinho.




2 comentários:

Cary disse...

Amiga, meu ponto fraco é margarina com minhas torradas ou um pãozinho francês bem quentinho HUMMMMMMMM!
Eu também comprei essa margarina DELICIOSA no começo do mês, e amei o gostinho, tá bem guardadinha no fundo da geladeira pra eu nem ver o pote dela e as que não gosto bem na frente hahahahha!
Temos que nos controlar né? Afinal o que os olhos não veem o coração não sente!
Um beijooooooooooooooooooooooooo flor!

Carla Renata (A Teimosa) disse...

a claybom eu lembro mas minha mãe nao comprava qdo eu era criança.. o que reinava em casa e na casa da minha avó era a manteiga aviação ... a que era na lata... (a do pote plástico minha mãe diz ke não é a mesma coisa).. então não era pão com manteiga.. era manteiga com pão..kkkkkkk.... bjokas lindeza

Progresso

NeoCounter