quinta-feira, 31 de março de 2011

Sou forte. Se tiver porrada, eu aguento! Eu sou MÃE!

Oi pessoas.

Estou chorando menos, rsrs.
Ó, até ri um pouquinho.

Medo é algo ruim, nos faz chorar, não é legal.

Estou confiante, embora o meu histórico familiar seja assustador.

Sabe, eu já falei disso aqui, no ínicio do blog.
Não lembro qual postagem e agora nem dá pra procurar, são mais de 500... sobre ser gordo/obeso e estar doente.

Como muitos sabem, sou enfermeira também.
Não trabalho na área por motivos só meus, mas durante a fase de estágio pude acompanhar várias situações com pessoas obesas.
E gente: não é fácil!
Vou citar apenas uma, talvez a que mais me marcou pela semelhança.
Uma jovem senhora, da minha idade, altura parecida e pasme: uns 30 kilos a mais que o que eu peso hoje!
Se com 60 e poucos kilos eu estou "grande" pra minha altura, imaginem 30 kilos a mais.
Pois é... a moça chegou na emergência com fratura de membro inferior.
Acompanhei sua chegada, os exames e só nos vimos na noite seguinte, pois o estágio terminava às 23:00h.
Ela ficou mais de uma semana na emergência, pois não havia leito no hospital. Sus... sacomé...
O que me chocou foi a dificuldade da moça pra tudo.
Além de estar com a perna engessada, o que a impossibilitava andar, tudo era difícil.
Lembro que os estagiários davam banho nos pacientes. Banho no leito.
Dai era eu e uma amiga pra fazer o serviço.
Cada dupla de alunos pegava 2 ou 3 pacientes, dependia da lotação.
Pois bem... pra cuidar da moça, precisamos de 3 pessoas.
E gente, como era sofrido pra ela!
Fora a imobilidade, tinha a falta de ar e todos os desconfortos provocados pela obesidade
Com todo aquele peso, eu e minha amiga fazíamos a parte da higiene e a 3ª pessoa, um aluno, ajudava na troca de cama.
Enquanto ele e a amiga seguravam a moça, eu trocava e limpava a cama.
Num dos dias ela nos disse que tinha vergonha de dar tanto trabalho com todo aquele peso e tal.
Minha amiga e eu a tranquilizamos, afinal era nossa obrigação e na verdade, não era incomodo algum.

Anos depois lembrei dessa situação e fiquei me imaginando no lugar dela.
Acho que eu sentiria a mesma coisa.
Foi ai que a ficha caiu.
E se eu precisasse de cuidados e estivesse gorda daquele jeito?

Quando comecei esse lance de fazer RA, foi mais por causa da saúde mesmo.
Depois veio a vaidade e tudo mais.

Meus cuidados com a alimentação vão muito além da vaidade.
Eu conheço a história da minha família e sempre brinquei que se passasse dos 52 anos, eu estaria no lucro.
Brincadeirinha besta, eu sei, mas é uma realidade.
Perdi meus pais com esta idade. Meus avós paternos também. Meu avô tinha 51!

É por isso que eu cuido, que sou até chata as vezes.
E mesmo cuidando tanto, os problemas aparecem, imagine se deixasse rolar solto??

Como disse antes, estou confiante.
Duas pessoas já me disseram que pode ser apenas gordura. Tomara.

Vou relatar parte do exame:
Presença de imagens císticas esparsas pela mama esquerda, sendo a maior medindo cerca de 0,4cm.
Presença de imagem ovalada hipoecogênica, de limites definidos, tendo seu maior eixo paralelo com a pele, localizada à esquerda, medindo cerca de 1,3cm.
Impressão radiológica:
Cistos à esquerda.
Nódulo sólido à esquerda.

Não sei qual das palavras assusta mais...
Mas tudo dará certo.
Eu acredito nisso.

Tenho bastante gente pra me apoiar, tenhos essas amigas virtuais que são bençãos, tenho dois filhos lindos!
Caralho, eu não posso me dar ao luxo de adoecer!
Eu sou mãe, eles precisam de mim!
Preciso ser forte.
Eu sou forte, serei forte, não importa o que houver!


Obrigada de coração pelos tantos colos e pelas palavras de conforto.
Faz uma baita diferença!.

VOLTO DEPOIS.

BEIJOS!!

PS: E PRA NÃO PERDER O COSTUME: PESO MARCOU 62,0.
Não está de todo ruim.
Já a Ana... conto depois.

Um comentário:

welze disse...

mãe é fera, minha linda. a gente não pode se deixar abater. minha irmã mais velha, uma vez, com filhos ainda jovens, escandalizou todo mundo quando disse que preferia que um filho ou marido precisasse de seus cuidados do que ela dos deles, pois se a mãe adoece, a casa cai. mas é verdade mesmo. por isso somos tão fortes e nada nos abala. estou aqui para o que der e vier. bom final de semana

Progresso

NeoCounter