quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

E no Natal...

Oi pessoas!!

Falta 3 dias de trampo e depois é só descanso.
Descanso pra cabeça né? Porque o corpinho vai trabalhar muuuuito.

Não ia fazer "aquela" baita faxina, mas minha casa tá precisando de um carinho especial. Tá tudo muito desorganizado... ultimamente, tudo que procuro eu nunca encontro.
Um tira uma coisa do lugar e não devolve e assim as coisas se perdem... acontece com tesouras, linhas, agulhas, fitas... então o jeito é botar o corpo em movimento e arrumar tudo. E é isso que pretendo fazer na terça feira, dia 22.
Não é oficial, maaaaas PARECE que existe a possibilidade de encerrarmos amanhã... tô torcendo, rsrs.

Bem, a alimentação segue como se deve: nada de bobagens.
E reforço: não é porque é Natal que preciso sair comendo o mundo.
Errei bastante na maior parte do ano, confesso, mas nunca é tarde pra se redimir, rsrs.
Não trata-se de fazer c# doce e não comer no Natal. É apenas bom senso.
Que adianta ficar bonitinha o ano todo e se acabar de comer só pq é Natal??? Eu hein...
Isso é pensamento de gordinho sim.
A comida não vai acabar não minha gente. Portanto: peguem leve pra não se arrepender depois, valeu??
Fica a dica.

Falando em Natal, passaremos como sempre reunidos em família na casa da sogra. Tradição.
Não estou muito animada.
Já gostei muito de Natal, de Ano Novo... mas isso na época em que meus pais eram vivos.

Lembro que Natal e Ano Novo eram eventos importantes na minha casa. Toda família ia pra lá. Até meus sogros depois que casei.
Meu pai fazia questão de preparar tudo.
Minha mãe colocava eu e meu irmão pra ajudar na cozinha e geralmente passavámos o dia 23 e 24 cozinhando pra família toda.
Chegava na hora da ceia, eu não aguentava mais ver comida, rsrs.
Tinha também a decoração da casa, as compras, os presentes de amigo secreto...
Depois da partida do meu pai, tudo isso se perdeu.
E a magia foi embora por completo quando mamãe se foi.

De lá pra cá, os Natais tem sido na sogra, que teve que se adaptar pois eles nunca comemoravam com ceia, somente no dia 25 mesmo. A ceia era na casa dos meus pais.
No início, uns 9 anos atrás foi muito bom. As festas eram bem animadas.
Hoje a família está meio dividida. Teve separações, mortes e já não é tão legal...
Daí eu me entristeço e já nem curto tanto a data.
Preferia, de verdade, ficar na minha casa com meus filhos e marido. Faríamos uma ceia pequena, sem desperdício e dormiríamos cedo.
Mas não posso ser egoísta...
Então pra alegrar filhos e marido, lá vamos todos, pra casa da sogra, rsrs.
Espero que esse Natal seja mais animadinho...

A Mary me pediu a receita do bolinho de batata.
É simples, porém quero fazer outra vez pra testar sem farinha. Acho que ficará bem melhor.
De qualquer forma, fiz assim:
Batata cozida e espremida, brócolis cozido e picadinho, temperos, 1 ovo, queijo ralado e farinha.
Mistura tudo, faz bolinhas e assa. Vira dos dois lados pra assar igual.
Fiz no olhometro... mais ou menos 1 kilo e meio de batatas, um maço de brócolis e 150g de queijo. A farinha usei pouco, só pra ficar bom de enrolar.
Mas aí que tá: ficou com um gostinho de farinha no final... por isso, se esperarem eu testo sem a farinha e sem o ovo e se ficar melhor, conto pra vcs.

E é isso gente.
Vou terminar de organizar minha mesa e fazer umas visitas.
Tá bem sossegado por aqui.

Beijos.

Um comentário:

line disse...

um descanso do trabalho é bem aceito né . eu ja estou em ritmo de faxina rs ! ah e tb ja estou antecipadamente mentalizando uma ceia bem light . pois como vc mesma disse , a comida nao vai acabar . e que depois das festas possamos mostrar que realmente estamos nos reeducando né .
beijinhosssssss

Progresso

NeoCounter